Autorizado pela Portaria MEC/SERES nº 445, de 2 de junho de 2015 publicada no DOU em 3 de junho de 2015.

OBJETIVOS

Formar Engenheiros de Produção com visão moderna das demandas e das inovações da área de engenharia, com sólida formação geral e científica que o capacite a identificar, formular e solucionar problemas ligados às atividades de projeto, operação e gerenciamento do trabalho e de sistemas de produção de bens e/ou serviços, considerando seus aspectos humanos, econômicos, sociais e ambientais, com visão ética e humanista.
Específicos
- Assegurar a formação em Engenharia de Produção de forma que os aspectos generalistas da profissão sirvam de base para a consolidação dos conteúdos científicos e técnicos, permitindo o exercício da profissão em ambientes diversos sem se afastar da real identidade do curso;
- Formar um profissional criativo e flexível, com espírito crítico, iniciativa, capacidade de julgamento e tomada de decisão, ser apto a coordenar e atuar em equipes multidisciplinares, ter habilidade em comunicação oral e escrita e saber valorizar a formação continuada;
- Oferecer um sólido aparato de conhecimentos técnicos e científicos e habilidades práticas essenciais à profissão, adquiridas por uma boa formação acadêmica apoiada em um vínculo investigativo e no uso de eficientes recursos tecnológicos, propiciando ao máximo a ação discente em condições favoráveis de estudo e desenvolvendo sua capacidade de aplicação em espaços reais de trabalho;
- Disponibilizar um elenco de opções de convivência com outras áreas do conhecimento colocadas à disposição dos acadêmicos em termos práticos e efetivos;
- Comprometer o corpo docente com o projeto acadêmico do curso, através do seu Colegiado, possibilitando o fazer acontecer de maneira adequada, buscando nas várias ações, tanto nas curriculares como nas extracurriculares, formas de contribuir para a formação do perfil acordado por todos aos novos engenheiros.

COMPETÊNCIAS E HABILIDADES ESPERADAS DO EGRESSO

I. Aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;
II. Dimensionar e integrar recursos físicos, humanos e financeiros a fim de produzir, com eficiência e ao menor custo, considerando a possibilidade de melhorias continuas;
III. Utilizar ferramental matemático e estatístico para modelar sistemas de produção e auxiliar na tomada de decisões;
IV. Projetar, implementar e aperfeiçoar sistemas, produtos e processos, levando em consideração os limites e as características das comunidades envolvidas, legislação pertinente e outros aspectos sôcio-econômicos;
V. Prever e analisar demandas, selecionar conhecimento científico e tecnológico, projetando produtos ou melhorando suas características e funcionalidade;
VI. Incorporar conceitos e técnicas da qualidade em todo o sistema produtivo, tanto nos seus aspectos tecnológicos quanto organizacionais, aprimorando produtos e processos, e produzindo normas e procedimentos de controle e auditoria;
VII. Prever a evolução dos cenários produtivos, percebendo a interação entre as organizações e os seus impactos sobre a competitividade;
VIII. Acompanhar os avanços tecnológicos, organizando-os e colocando-os a serviço da demanda das empresas e da sociedade;
IX. Interrelacionar os sistemas de produção com o meio ambiente natural, tanto no que se refere à utilização de recursos escassos quanto a disposição final de resíduos e rejeitos; X. Utilizar indicadores de desempenho, sistemas de custeio, bem como avaliar a viabilidade econômica e financeira de projetos;
XI. Gerenciar e otimizar o fluxo de informação nas empresas utilizando tecnologias adequadas.

CAMPO DE ATUAÇÃO

O profissional egresso do curso de Engenharia de Produção com formação técnica e científica atuará na Engenharia de Produção das organizações, além de desenvolver atividades específicas da prática profissional em consonância com as demandas mundiais, nacionais e regionais. O Engenheiro de Produção é habilitado para trabalhar em empresas de manufatura dos mais diversos setores, como metalúrgica, mecânica, química, construção civil, eletro- eletrônica, agroindústria; em organizações de prestação de serviços, como bancos, empresas de comércio, instituições de pesquisa e ensino e órgãos governamentais.

DURAÇÃO

5 anos

CARGA HORÁRIA

4.000 horas

MATRIZ CURRICULAR

Administração Financeira e Orçamentária I
Administração Financeira e Orçamentária II
Administração Mercadológica I
Administração Mercadológica II
Antropologia e Sociologia
Automação Industrial
Cálculo Diferencial e Integral I
Cálculo Diferencial e Integral II
Cálculo Diferencial e Integral III
Ciência do Ambiente
Ciências e Tecnologia dos Materiais
Comportamento Organizacional
Computação Gráfica
Comunicação e Expressão
Contabilidade Gerencial e Gestão de Custos
Controle Estatístico de Processos
Desenho Técnico
Direito
Economia
Eletricidade Aplicada
Empreendedorismo
Engenharia do Produto
Engenharia Econômica e Análise de Investimentos
Ergonomia e Segurança do Trabalho
Estatística e Probabilidade
Ética Geral e Profissional
Fenômenos de Transporte
Filosofia
Física Geral e Experimental I
Física Geral e Experimental II
Fundamentos da Administração
Geometria Analítica e Cálculo Vetorial
Gestão Ambiental
Gestão da Manutenção
Gestão da Produção I
Gestão da Produção II
Gestão da Qualidade
Gestão da Tecnologia e Inovação
Gestão de Materiais
Gestão de Projetos
Gestão de Sistemas de Produção
Gestão Energética
Informática Aplicada
Instalações Industriais e Arranjo físico
Jogos de Empresa
Legislação Social e Tributária
Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos
Mecânica
Metodologia da Pesquisa Científica
Métodos Numéricos
Metrologia
Modelagem e Simulação da Produção
Optativa I
Optativa II
Organização, Sistemas e Métodos
Pesquisa Operacional
Planejamento e Controle da Produção
Planejamento Estratégico
Processos de Fabricação
Processos Produtivos
Projeto de Graduação I
Projeto de Graduação II
Projeto Integrador I
Projeto Integrador II
Projeto Integrador III
Projeto Integrador IV
Psicologia
Química Geral e Inorgânica
Sistemas de Informação I
Sistemas de Informação II
Teoria dos Jogos
OPTATIVAS

Administração de Conflitos
Gestão de Agroindústriais
Gestão de Pessoas
Gestão de Resíduos Industriais
Inglês Instrumental
Libras – Linguagem Brasileira de Sinais
Técnicas de Negociação
Teoria Geral da Administração