Farm√°cia br>

OBJETIVOS

Para que o objetivo geral seja atingido, foram delineados os seguintes objetivos específicos para o curso:
- promover a√ß√Ķes de preven√ß√£o, capacitando os egressos para realizarem, interpretarem e emitirem laudos e pareceres, sendo respons√°veis tecnicamente por an√°lises cl√≠nico-laboratoriais;
- estimular a forma√ß√£o voltada para a Farm√°cia Cl√≠nica, que consiste em aproximar ainda mais o farmac√™utico do paciente, por meio da implementa√ß√£o de pol√≠ticas de orienta√ß√£o, preven√ß√£o e recupera√ß√£o da sa√ļde dos cidad√£os;
- desenvolver a capacidade de realizar o acompanhamento farmacoterap√™utico, onde o farmac√™utico tenha uma forma√ß√£o que o permita ir al√©m da dispensa√ß√£o e este seja capacitado a transformar a farm√°cia em um local prestador de servi√ßos, integrado ao sistema de sa√ļde em que o farmac√™utico √© o multiplicador de informa√ß√Ķes e refer√™ncia em rela√ß√£o aos mais variados tipos de orienta√ß√£o, atendendo √† demanda regional da necessidade de orienta√ß√Ķes voltada √† sa√ļde;
- desenvolver a capacita√ß√£o t√©cnica por meio de m√©todos e t√©cnicas de investiga√ß√£o, pesquisa, sele√ß√£o, manipula√ß√£o, produ√ß√£o, armazenamento e controle da qualidade dos insumos f√°rmacos, sint√©ticos, recombinantes e naturais, bem como dos medicamentos, cosm√©ticos, saneantes, domissaneantes e correlatos viabilizando aos egressos o dom√≠nio de mecanismos para realizarem avalia√ß√Ķes e atividades que garantam a qualidade dos produtos e mat√©rias primas utilizadas nos processos farmacol√≥gicos, ou seja, na produ√ß√£o e manipula√ß√£o de medicamentos e correlatos;
- promover a reabilita√ß√£o da sa√ļde e prote√ß√£o das pessoas de forma a ampliar e democratizar as pol√≠ticas de inclus√£o social constituindo a assist√™ncia farmac√™utica em uma ferramenta construtivista nas a√ß√Ķes da iniciativa p√ļblica ou privada;
- promover a forma√ß√£o tecnol√≥gica em virtude da necessidade gerada pelas inova√ß√Ķes atualmente existentes;
- possibilitar o uso correto e racional de medicamentos e a atua√ß√£o eficiente em todos os n√≠veis de aten√ß√£o √† sa√ļde, integrando os estudantes/egressos em programas de promo√ß√£o, manuten√ß√£o, preven√ß√£o, prote√ß√£o e recupera√ß√£o da sa√ļde, reconhecendo a sa√ļde como direito e garantindo a integralidade da assist√™ncia;
- proporcionar conhecimento sobre as novas práticas emergentes relacionadas a profissão farmacêutica;
- desenvolver a capacidade para a tomada de decis√£o baseada na informa√ß√£o e percep√ß√£o de indicadores relacionados aos pacientes, equipes de sa√ļde, institui√ß√Ķes e comunidades, bem como decidir de maneira eficiente nos processos de interpreta√ß√£o, avalia√ß√£o, prescri√ß√Ķes e atua√ß√£o que envolvem medicamentos e correlatos;
- contribuir para que o egresso seja proativo na realização de pesquisas que promovam o desenvolvimento, seleção, produção e controle de qualidade de produtos obtidos por biotecnologia, análises físicas e químicas e microbiológicas de interesse para o saneamento do meio ambiente, incluindo análises de água, ar, esgoto e similares;
- contribuir para a inser√ß√£o dos egressos em equipes multidisciplinares, especificamente no Programa Sa√ļde da Fam√≠lia, em √≥rg√£os de apoio e fomento a pesquisa, de regulamenta√ß√£o, aprova√ß√£o, registro e controle de medicamentos, cosm√©ticos, saneantes, domissaneantes e correlatos, bem como organismos de fiscaliza√ß√£o do exerc√≠cio profissional;
- contribuir para que o exerc√≠cio da lideran√ßa e do poder seja pautado nos princ√≠pios √©ticos profissionais, tendo por base a convic√ß√£o cient√≠fica, a cidadania e a responsabilidade social, ou seja, exercendo suas fun√ß√Ķes de forma articulada com o contexto social;
- gerenciar processos e recursos relacionados √† farmacoepidemiologia, a dispensa√ß√£o e administra√ß√£o de nutrac√™uticos e de alimentos de uso integral e parenteral, atuando no planejamento, administra√ß√£o e gest√£o de servi√ßos farmac√™uticos, incluindo registro, autoriza√ß√£o, distribui√ß√£o e comercializa√ß√£o de medicamentos, cosm√©ticos, saneantes, domissaneantes e correlatos de forma a contribuir para realiza√ß√£o de procedimentos e intera√ß√Ķes;
- desenvolver a aprendizagem cont√≠nua, promovendo tanto na forma√ß√£o, quanto na pr√°tica o princ√≠pio de aprender a aprender e ter responsabilidade e compromisso com a forma√ß√£o das futuras gera√ß√Ķes de profissionais, estimulando e desenvolvendo a mobilidade acad√™mico-profissional, a forma√ß√£o e a coopera√ß√£o por meio de redes nacionais e internacionais.






CAMPO DE ATUAÇÃO

O mercado farmac√™utico brasileiro √© um dos maiores do mundo e √© impulsionado pelo tamanho da popula√ß√£o, o aumento da renda e a amplia√ß√£o de programas governamentais de assist√™ncia farmac√™utica. F√°bricas de medicamentos e cosm√©ticos e laborat√≥rios de an√°lises cl√≠nicas s√£o grandes empregadores e procuram profissionais bem qualificados, como os bachar√©is. O setor p√ļblico, representado pelas farm√°cias populares e pelos servi√ßos de vigil√Ęncia sanit√°ria, √© outro tradicional empregador. Os graduados podem, ainda, atuar na √°rea cient√≠fica de pesquisa, biologia molecular e toxicologia forense. Outras √°reas de atua√ß√£o s√£o:
- Alimentos: An√°lise da a√ß√£o de determinadas subst√Ęncias no organismo humano e controlar a qualidade dos alimentos.
- Análises clínicas e toxicológicas: Análise de material biológico para detectar doenças causadas por agentes infecciosos ou intoxicação.
- Aten√ß√£o farmac√™utica: Orienta√ß√£o de pacientes em drogarias, laborat√≥rios e ind√ļstrias farmac√™uticas.
- √Ārea ambiental: Controle da qualidade da √°gua, do solo e do ar em determinadas regi√Ķes.
- Biologia molecular: Análises laboratoriais envolvendo técnicas de biologia molecular, em exames como o de paternidade.
- Bioqu√≠mica cl√≠nica: An√°lise de exames paraverificar as altera√ß√Ķes do organismo detect√°veis por testes laboratoriais.
- Cosmetologia: Formula√ß√£o de cosm√©ticos e produtos de higiene em ind√ļstrias e farm√°cias de manipula√ß√£o. Atuar no controle de qualidade desses produtos.
- Farmácia clínica: Acompanhamento de pacientes submetidos a tratamentos longos. Assessoria de médicos e enfermeiros.
- Farmacovigil√Ęncia: An√°lise de medicamentos e cosm√©ticos para saber se cumprem o que prometem ao consumidor.
- Gest√£o: Comando de um departamento na ind√ļstria farmac√™utica, administrando custos, projetos e pessoal.
- Medicamentos: Pesquisa e teste de princ√≠pios ativos e novas drogas na ind√ļstria farmac√™utica.
- Pesquisa clínica: Observação clínica de pacientes que recebem medicamentos novos no mercado.
- Vendas: Comercializa√ß√£o de medicamentos em drogarias ou diretamente para hospitais e postos de sa√ļde. Preparar rem√©dios personalizados, conforme prescri√ß√£o m√©dica.
- Vigil√Ęncia sanit√°ria: An√°lise e controle de medicamentos, insumos para laborat√≥rios ou alimentos.












COMPETÊNCIAS E HABILIDADES ESPERADAS DO EGRESSO

De acordo com as DCNs/2017, tem como perfil do formando egresso/profissional, o Farmac√™utico, profissional da √°rea de Sa√ļde, com forma√ß√£o centrada nos f√°rmacos, nos medicamentos, na assist√™ncia farmac√™utica e no acompanhamento farmacoterap√™utico, e, de forma integrada, com forma√ß√£o em an√°lises cl√≠nicas e toxicol√≥gicas, em cosm√©ticos e em alimentos, em prol do cuidado √† sa√ļde do indiv√≠duo, da fam√≠lia e da comunidade. Dada a necess√°ria articula√ß√£o entre conhecimentos, compet√™ncias, habilidades e atitudes, para contemplar o perfil do egresso, a forma√ß√£o deve estar estruturada nos seguintes eixos: "Cuidado em Sa√ļde, Tecnologia e Inova√ß√£o e Sa√ļde e Gest√£o em Sa√ļde‚ÄĚ. O Cuidado em Sa√ļde compreende um conjunto de a√ß√Ķes e de servi√ßos ofertados ao indiv√≠duo, fam√≠lia e comunidade que considera a autonomia do ser humano pautada em a√ß√Ķes que visem a promo√ß√£o, prote√ß√£o e recupera√ß√£o da sa√ļde, al√©m da preven√ß√£o de doen√ßas, o que exige:
- o acolhimento do indiv√≠duo, verifica√ß√£o das necessidades, a realiza√ß√£o da anamnese farmac√™utica e o registro das informa√ß√Ķes referentes ao cuidado em sa√ļde, considerando o contexto da vida e a integralidade do indiv√≠duo;
- a avaliação e o manejo da farmacoterapia, com base em raciocínio clinico, considerando necessidade, prescrição, efetividade, segurança, comodidade, acesso, adesão e custo;
- a solicita√ß√£o, realiza√ß√£o e interpreta√ß√£o de exames clinico laboratoriais e toxicol√≥gicos, a verifica√ß√£o e avalia√ß√£o de par√Ęmetros fisiol√≥gicos, bioqu√≠micos e farmacocin√©ticos, para fins de acompanhamento farmacoterap√™utico e provis√£o de outros servi√ßos farmac√™uticos;
- a investiga√ß√£o de riscos relacionados √† seguran√ßa do paciente, visando ao desenvolvimento de a√ß√Ķes preventivas e corretivas;
- a identifica√ß√£o de situa√ß√Ķes de alerta para o encaminhamento a outro profissional ou servi√ßo de sa√ļde, atuando de modo a preservar a sa√ļde e a integridade do paciente;
- o planejamento, a coordena√ß√£o e a realiza√ß√£o de diagn√≥stico situacional de sa√ļde, com base em estudos epidemiol√≥gicos, demogr√°ficos, farmacoepidemiol√≥gicos, farmacoecon√īmicos, clinico laboratoriais e socioecon√īmicos, al√©m de outras investiga√ß√Ķes de car√°ter t√©cnico, cient√≠fico e social, reconhecendo as caracter√≠sticas nacionais, regionais e locais;
- a elabora√ß√£o e aplica√ß√£o de plano de cuidado farmac√™utico, pactuado com o paciente e/ou cuidador, e articulado com a equipe interprofissional de sa√ļde, com acompanhamento da sua evolu√ß√£o;
- a prescri√ß√£o de terapias farmacol√≥gicas e n√£o farmacol√≥gicas e de outras interven√ß√Ķes relativas ao cuidado em sa√ļde, conforme legisla√ß√£o espec√≠fica no √Ęmbito de sua compet√™ncia profissional;
- a dispensação de medicamentos, considerando o acesso e o seu uso seguro e racional;
- o rastreamento em sa√ļde, a educa√ß√£o em sa√ļde, o manejo de problemas de sa√ļde autolimitados, a monitoriza√ß√£o terap√™utica de medicamentos, a concilia√ß√£o de medicamentos, a revis√£o da farmacoterapia, o acompanhamento farmacoterap√™utico, a gest√£o da cl√≠nica, entre outros servi√ßos farmac√™uticos;
- o esclarecimento ao indiv√≠duo e, quando necess√°rio, ao seu cuidador, sore a condi√ß√£o de sa√ļde, tratamento, exames clinico-laboratoriais e outros aspectos relativos ao processo de cuidado;
- a busca, a sele√ß√£o, a organiza√ß√£o, a interpreta√ß√£o e a divulga√ß√£o de informa√ß√Ķes que orientem a tomada de decis√Ķes baseadas em evid√™ncias cient√≠ficas, em conson√Ęncia com as pol√≠ticas de sa√ļde;
- a promo√ß√£o e a educa√ß√£o em sa√ļde, envolvendo o indiv√≠duo, a fam√≠lia e a comunidade, identificando as necessidades de aprendizagem e promovendo a√ß√Ķes educativas;
- a realização e interpretação de exames clinico-laboratoriais e toxicológicos, para fins de complementação de diagnóstico e prognóstico;
- a prescri√ß√£o, a orienta√ß√£o, a aplica√ß√£o e o acompanhamento visando ao uso adequado de cosm√©tico e outros produtos para a sa√ļde;
- a orienta√ß√£o sobre o uso seguro e racional de alimentos relacionados √† sa√ļde, incluindo os parenterais e enterais, bem como os suplementos alimentares;
- a prescri√ß√£o, a aplica√ß√£o e o acompanhamento das pr√°ticas integrativas e complementares, de acordo com as pol√≠ticas de sa√ļde e a legisla√ß√£o vigente.
‚ÄúA Tecnologia em sa√ļde √© compreendida como um conjunto organizado de conhecimentos cient√≠ficos, emp√≠ricos ou intuitivos, empregados na pesquisa, no desenvolvimento, na produ√ß√£o, na qualidade e na provis√£o de bens e servi√ßos. A inova√ß√£o, por sua vez, √© a solu√ß√£o de problemas tecnol√≥gicos, compreendendo a introdu√ß√£o ou melhoria de processos, produtos, estrat√©gias ou servi√ßos, tendo repercuss√£o positiva na sa√ļde individual e coletiva. A execu√ß√£o da tecnologia e inova√ß√£o em sa√ļde requer as seguintes compet√™ncias:
I- Pesquisar, desenvolver, inovar, produzir controlar e garantir a qualidade de:
a) f√°rmacos, medicamentos, insumos;
b) biofármacos, biomedicamentos, imunobiológicos, hemocomponentes, hemoderivados e outros produtos biotecnológicos e biológicos;
c) reagentes químicos, bioquímicos e outros produtos para diagnóstico;
d) alimentos, prepara√ß√Ķes parenterais e enterais, suplementos alimentares e diet√©ticos;
e) cosméticos, saneantes e domissanitários;
f) outros produtos relacionados √† sa√ļde.
II- Pesquisar, desenvolver, inovar, fiscalizar, gerenciar e garantir a qualidade e tecnologias de processos e servi√ßos aplicados √† √°rea de sa√ļde, envolvendo:
a) as tecnologias relacionadas a processos, pr√°ticas e servi√ßos de sa√ļde;
b) A sustentabilidade do meio ambiente e a minimização de riscos;
c) a avalia√ß√£o da infraestrutura necess√°ria √† adequa√ß√£o de instala√ß√Ķes e equipamentos;
d) a avaliação e implantação de procedimentos adequados de embalagem e rotulagem;
e) a administração da logística de armazenamento e transporte;
f) a incorporação de tecnologia de informação, a orientação e o compartilhamento de conhecimentos com a equipe de trabalho.
Entende-se como ‚Äúgest√£o em sa√ļde um processo t√©cnico, pol√≠tico e social capaz de integrar recursos e a√ß√Ķes para a produ√ß√£o de resultados. A sua execu√ß√£o requer as seguintes compet√™ncias:
I- Identificar e registrar os problemas e as necessidades de sa√ļde, o que envolve:
a) conhecer e compreender as pol√≠ticas p√ļblicas de sa√ļde, aplicando-as de forma articulada nas diferentes inst√Ęncias;
b) conhecer e compreender a organiza√ß√£o dos servi√ßos e sistemas de sa√ļde;
c) conhecer e compreender a gestão da informação;
d) participar nas inst√Ęncias consultivas e deliberativas de pol√≠ticas de sa√ļde;
II- Elaborar, implementar, acompanhar e avaliar o plano de intervenção, processos e projetos o que envolve:
a) conhecer e avaliar os diferentes modelos de gest√£o em sa√ļde;
b) conhecer e aplicar ferramentas, programas e indicadores que visem a qualidade e a segurança dos serviços prestados;
c) propor a√ß√Ķes baseadas em evid√™ncias cient√≠ficas nas realidades socioculturais, econ√īmicas e pol√≠ticas;
d) estabelecer e avaliar planos de intervenção e processos de trabalho;
e) conhecer e compreender as bases de administração e da gestão das empresas farmacêuticas.
III- Promover o desenvolvimento de pessoas e equipes, o que envolve:
a) conhecer a legisla√ß√£o que rege as rela√ß√Ķes com trabalhadores e atuar na defini√ß√£o de suas fun√ß√Ķes e sua integra√ß√£o com os objetivos da organiza√ß√£o do servi√ßo;
b) desenvolver a avalia√ß√£o participativa das a√ß√Ķes e servi√ßos em sa√ļde;
c) selecionar, capacitar e gerenciar pessoas, visando à implantação e à otimização de projetos, processos e planos de ação.

DURAÇÃO

5 anos

CARGA HOR√ĀRIA

4.320 horas

MATRIZ CURRICULAR
Analise e Diagnóstico Clínico - Imunologia Clínica
Análises e Diagnóstico Clínico - Hematologia E Citologia Clínica
Análises e Diagnóstico Clínico - Bioquimica Clínica
Análises e Diagnóstico Clínico - Microbiologia E Micologia Clínica
Análises e Diagnóstico Clínico - Parasitologia Clínica
Assistência Farmacêutica
Biofísica
Bioquímica Metabólica
Biotecnologia e Biologia Molecular
Bromatologia
Ciências Morfológicas Sistemas cardiorrespiratório digestório e genitourinário
Ciências Morfológicas Sistemas Tegumentar, Locomotor Nervoso e Endócrino
Citologia e Embriologia
Controle de Qualidade Farm√°cia Industrial
Cosmetologia
Deontologia e Legislação
Desenvolvimento de F√°rmacos
Epidemiologia e Sa√ļde Coletiva
Estatística Aplicada
√Čtica Geral e Profissional
Farmácia Clínica E Atenção Farmacêutica
Farm√°cia Hospitalar
Farmacognosia
Farmacologia
Farmacotécnica
Farmacoterapia
Fisiopatologia Sistemas cardiorrespiratório digestório e genitourinário
Fisiopatologia Sistemas Tegumentar, Locomotor Nervoso e Endócrino
Fitoterapia
Fundamentos de Farm√°cia
Genética e Evolução
Gest√£o Empreendedora
Homeopatia
Imunologia e Imunização
Logística e Distribuição
Metodologia da Pesquisa Ciêntítica
Microbiologia e Parasitologia
Nutrologia Aplicada
Oncologia Aplicada
Pol√≠ticas P√ļblicas e Sistemas de Sa√ļde
Processos Físico-Químico Industriais
Psicologia em Sa√ļde
Química Farmacêutica
Química Geral e Analítica
Qu√≠mica Org√Ęnica
Sociedade e Meio Ambiente
Sociologia e Antropologia
Tecnologia da Informação Aplicada
Tecnologia de Alimentos
Tecnologia de Medicamentos e Cosméticos
Toxicologia